Encontrar e contratar bons profissionais pode ser um desafio, especialmente, para a área da
tecnologia. O motivo é: os profissionais necessitam de um conjunto de competências muito
atualizado. Neste post, vamos ensinar a fazer o processo de recrutamento na área de
tecnologia.

Um dos principais aliados nesse sentido é o “recrutamento digital”. Ele consiste em diversas
tecnologias que viabilizam o recrutamento por meio digitais, permitindo que o recrutador
alcance um maior número de candidatos e filtre os mais qualificados. Isso gera precisão na
contratação.

Nos tópicos seguintes, vamos mostrar como fazer um processo de recrutamento na área de
tecnologia, empregar boas ferramentas e atingir grandes resultados. Continue a leitura!

Como é o atual mercado de trabalho?

Primeiro, é preciso compreender o atual mercado de trabalho. Estima-se que 61% dos
empregadores brasileiros tenham alguma dificuldade com a contratação. A média mundial é de
38%, de acordo com pesquisas . Logo, é preciso “garimpar” mão de obra qualificada.

Na área de tecnologia, esses números podem ser ainda maiores, afinal, a especificidade de
conhecimento exigido é muito superior. É preciso entender de ferramentas específicas para
programação, além de mecanismos de segurança e proteção de redes.

Tendo isso em vista, as empresas precisam criar boas estratégias para captar talentos — veja
que, de certa maneira, esses profissionais de tecnologia são disputados. Ao conseguir contratar
o maior número de talentos , terá uma vantagem competitiva sobre suas rivais no mercado.

Ainda é preciso considerar que muitos dos talentos estão trabalhando (ou vão trabalhar) por
conta própria, criando suas próprias startups. Esse movimento de empreendedorismo é
incomum no Brasil, pois estima-se que 66% dos brasileiros querem abrir o próprio negócio.

Logo, para captar os melhores talentos de tecnologia, sua empresa precisa disputar com outras
e ainda com a própria iniciativa empreendedora. Vencer esse desafio e garantir que os melhores
façam parte do quadro de trabalho demanda muita estratégia e tecnologia.

Nesse contexto, o recrutamento digital ganha proeminência, consistindo em um processo de
contratação feito com tecnologia de ponta. Ele oferece capilaridade e permite chegar até os
talentos que têm competências técnicas e comportamentais adequadas ao trabalho.

Como usar o recrutamento digital na área da tecnologia?

O recrutamento tradicional exige vários encontros pessoais. Também envolve processos
manuais, como a análise de currículos e triagem dos candidatos mais alinhados ao cargo. O
problema é que esse trabalho analógico costuma ser mais demorado, caro e complicado, o que
afeta a contratação. O recrutamento digital torna o processo mais ágil, enxuto e preciso.

Anuncie vagas realmente interessantes

Pense no anúncio de vaga como uma “isca”. Seu objetivo é chamar a atenção e engajar os
profissionais de tecnologia. No entanto, esse anúncio deve ser feito por meios digitais, o que
gera maior capilaridade — isto é, a chance de que chegue a um maior número de talentos.

O anúncio pode ser feito em plataformas modernas de recrutamento e seleção para, depois, ser
veiculado em diversos canais digitais. Hoje, as redes sociais apresentam grande potencial para
contatar e engajar talentos. Então, nada mais justo do que usá-las em seu favor.

Avalie o alinhamento do candidato com a vaga

Feito o anúncio, é possível que receba dezenas ou até centenas de currículos. Analisar um a um
é contraproducente e desvia o foco do que é estratégico. O recrutamento digital, todavia, permite
o uso de algoritmos para triagem autônoma dos profissionais mais competentes.

A ideia é simples: softwares avançados avaliam a compatibilidade entre os profissionais que se
inscreveram e o cargo que está aberto. Se há um determinado alinhamento , o currículo do
profissional é aprovado e ele passa para a próxima etapa de seleção. Ou seja, é algo mais
prático.

Realize entrevistas digitais

A entrevista é uma das etapas mais importantes da contratação. Ela permite conversar com o
talento de tecnologia, tirar dúvidas remanescentes e decidir com maior segurança acerca de
quem vai ser contratado. Feito em vídeo, o recrutamento digital facilita todo o processo.

Não é preciso agendar um horário e local dentro da empresa — muito menos, encontrar o talento
presencialmente. Tudo pode ser feito por meio de entrevistas digitais. Isso permite gravar as
entrevistas para rever e compartilhar com outros líderes da empresa.

Ofereça feedbacks com agilidade

Após a realização das entrevistas, é natural que se envie feedbacks para os candidatos. Alguns
são aprovados e precisam ser parabenizados, enquanto outros são eliminados e precisam ser
comunicados. Fazer isso manualmente, porém, demanda muito tempo.

O recrutamento digital permite o envio de feedbacks em massa. Todos os profissionais de
tecnologia serão automaticamente comunicados da sua aprovação ou rejeição. Isso reduz o
tempo de espera dos candidatos e garante uma experiência mais agradável com a empresa.

Monitore os indicadores de desempenho

Por fim, é preciso monitorar os indicadores do recrutamento. Esses dados ajudam a melhorar
continuamente, avaliar o que não está de acordo com o desejado e desenvolver boas soluções.
Há muitos indicadores, como o tempo e custo médio para contratação.

As plataformas de recrutamento e seleção mais modernas ajudam a levantar os indicadores
mais importantes. Inclusive, permitem que eles sejam expressos em painéis de controle,
chamados de dashboard. Com isso, o gestor terá maior eficiência em identificar e eliminar
“gargalos”.

Quais as vantagens do recrutamento digital?

Como você pode observar, o processo de recrutamento na área de tecnologia depende do uso de
boas ferramentas. Uma boa plataforma de recrutamento e seleção ajuda em cada etapa do
processo, da descrição inicial da vaga até o monitoramento das métricas de desempenho.

Um dos principais objetivos do recrutamento digital é a flexibilidade. É possível fazer tudo do
smartphone ou tablet, quando e onde estiver. O candidato de tecnologia também conta com
flexibilidade, visto que pode participar da seleção sem precisar ir até a empresa.

Outra vantagem é a automação das tarefas mais repetitivas. Boa parte do fluxo de trabalho fica
a cargo dos softwares avançados, enquanto o selecionador foca o que é estratégico. Isso
otimiza as chances de recrutar o candidato certo e integrá-lo ao quadro de trabalho.

Agora que você está por dentro do tema, não esqueça que uma empresa bem-sucedida é
formada por profissionais competentes, capazes de entregar grandes resultados. Por isso, é
preciso dar uma atenção ao recrutamento e garantir a contratação de bons profissionais de
tecnologia.

Gostou do nosso artigo e entendeu como é o processo de recrutamento na área de tecnologia?
Aproveite para entrar em contato conosco e descobrir a solução que temos para você!

Write A Comment